No caminho do amor

Crónicas 14 outubro 2019  •  Tempo de Leitura: 2

Estar em missão não é estar sozinho. Estar em missão é estar acompanhados. Ninguém é missionário sozinho. Quando uma pessoa parte em missão há uma aldeia que parte com ela. A aldeia de pessoas que a ama, que a cuida, que toma conta dela e de quem ela também cuida e toma conta. Há muitas coisas que mudam quando decides partir. Muitas pessoas que acabam por ficar pelo caminho. Mas não o amor. O amor nunca fica pelo caminho. O amor permanece constrói pontes e cria ancoras. O amor inventa-se uma e outra vez. O amor segue amanhecendo diariamente na tua vida. O amor assim que o avistas permanece, sem hipótese de retorno. Se é amor basta-se.

 

O amor vai contigo. O amor faz casa quando chegas. O amor faz-te criar aldeias, amizades. O amor faz criar vida, sonhos e caminhos ao teu redor. Ser missionário não se trata daquilo que levas, mas sim daquilo que o amor cria. A grandeza da missão não está em nós mas n’Aquele que nos envia E é por Ele e com Ele que dia após dia renovamos forças, energias, sonhos. É por Ele que partilhamos os nossos dias, os nossos sonhos e a nossa vida. Desde sempre que reconheci não sou eu quem vivo, quem caminha, quem ama…é Jesus em mim que me faz ser capaz de me dar dia-a-dia um pouco mais. É Jesus que me faz ser capaz de dar-me por inteiro. Mas o que é a missão e o amor senão dar o nosso tudo?

 

Diz-nos São Francisco “Pois, é dando que se recebe”. Estar em missão é dar-me, diariamente, assinando uma folha em branco e deixando que seja Deus a escrever esta história. Quando partes em missão há muitas coisas que abandonas, muitas coisas ficam para trás. O amor não. Quando estás em missão há muitas coisas que mudam em ti. O amor não. O amor fica como cimento da alma, como raízes de uma floresta. Tudo mudou. Eu mudei e o mundo mudou comigo. Mas não o amor. O amor, se o é, permanece ainda que se reinvente e se transforme mil e uma vezes, vezes infinitas. Se é amor ama-te tal e como és. Se é amor é para sempre.

 

Leiga Missionária Comboniana por vocação. Gerontóloga de profissão. Nasci do amor e fiz d’Ele o meu caminho e missão. O meu lema de vida é “Ama e farás o que quiseres”. Peregrina de mim, viajante da vida, do mundo e das pessoas. Levo o coração como bússola e o amor de Deus como mapa no bolso de trás.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail