E se o Natal não for só alegria?

Crónicas 23 dezembro 2022  •  Tempo de Leitura: 2

E se o Natal não for só alegria? Muitas vezes achamos que esta época só pode trazer tudo de bom. Abanamos fortemente as bandeiras da família, do amor, da solidariedade, da união e da felicidade mágica. No entanto, esquecemo-nos que este pode também ser um tempo de tristeza e até de alguma ansiedade.

 

A verdade é que o Natal não é só alegria. O Natal não é alegre para aqueles que recordam a perda dos seus mais que tudo. O Natal não é alegre para aqueles que não se sentem acolhidos e aceites no seu seio familiar. O Natal não é alegre para aqueles que têm uma mesa cheia de nada. O Natal não é alegre para aqueles a quem a família lhes virou as costas. O Natal não é alegre para quem a doença se faz presente. O Natal não é alegre para os que continuam isolados e esquecidos pelo mundo. O Natal não é alegre para os que já não se conseguem ver ao espelho.

 

Termos consciência de que esta época pode não ser um tempo de gáudio, é o primeiro passo para conseguirmos trazer um pouco da verdadeira essência do Natal a tantos e tantas. E talvez seja este o significado do Natal: darmos vida a quem já não consegue desembrulhar-se em esperanças.

 

O Natal pode não ser só alegria, no entanto o Natal será sempre uma oportunidade do nada vir a ser tudo. O Natal será sempre a oportunidade do impossível ser a única possibilidade. O Natal será sempre a oportunidade de a humanidade ser reflexo da divindade. O Natal será sempre a oportunidade de todos poderem ser vistos, acolhidos e amados.

 

Se souberes que o Natal não é só alegria na vida de alguém, faz-te presente e sê a Luz que é capaz de tornar novas todas coisas!

 

Desejo a todos/as iMissianos/as um Santo e Feliz Natal! Que esta época seja uma oportunidade para sermos estrelas, onde na nossa singularidade, somos capazes de iluminar e de dar brilho à vida de tantos e tantas. Que sejamos a Luz que nos (re)aproxima uns dos outros. Festas muito felizes e cheias de verdadeiros encontros!

Nasceu em 1994. É estudante do Mestrado Integrado em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. É acólito e catequista. Adora pensar e pôr os outros a pensar. “Porque nem tudo faz sentido...” é o nome do seu blog e da sua primeira obra literária lançada em 2014. Desbrava um caminho de encontro consigo mesmo, com o outro e com Deus. “Minh'alma anseia por mais de Ti. Meu coração só deseja a Ti. Lembro do dia em que Te conheci. A minha vida mudou. A minha vida mudou.”.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail