E a alegria de Páscoa?

Crónicas 20 maio 2022  •  Tempo de Leitura: 3

E a alegria de Páscoa? Onde é que ela anda? Por onde é que ela paira? Os nossos rostos parecem ainda testemunhar a sexta-feira santa. A nossa postura nas Eucaristias parece refletir a impaciência e a monotonia de um ritual sem significado. Os nossos cânticos parecem entoar hinos de sacrifício e de desesperança. As nossas vozes ao proclamar a leitura parecem muitas vezes sem força.

 

E a alegria de Páscoa? Onde é que ela anda? Por onde é que ela paira? Falta-nos aquele acreditar arejado. Como podemos testemunhar um Deus vivo se parecemos gente sem vida? Como podemos testemunhar a possibilidade de recomeçarmos em qualquer momento se ateimamos em viver amarrados à tristeza do erro e do julgamento? Como queremos ser Cristãos e Cristãs se não habita em nós a alegria?

 

E a alegria de Páscoa? Onde é que ela anda? Por onde é que ela paira? Precisamos da alegria para que a Sua beleza habite na nossa inteireza. Necessitamos da alegria para dar a conhecer um Deus que é belo, cuidador e perito em misericórdia. Este Jesus que Se ergueu e que nos faz erguidos só se revela na vivência de uma fé repleta de alegria, porque já lá vai o tempo em que o semblante piedoso, triste e de sacrifício dava a conhecer Deus. O Deus de Jesus revela-se em alegria. Em boa disposição. Em sorrisos e gargalhadas que nos fazem renascer.

 

E a alegria de Páscoa? Onde é que ela anda? Por onde é que ela paira? E viver em alegria não significa que o sofrimento, a dor e as dificuldades não possam fazer da nossa vida ou não possam habitar a nossa história. Viver na alegria é saber que, independentemente de tudo, há algo que nos faz acreditar que tudo isso não determinará, nem será o nosso fim. Viver em alegria é apostar todas as fichas num Deus que não se cansa de nos erguer, de nos tornar únicos na nossa fragilidade.

 

E a alegria de Páscoa? Onde é que ela anda? Por onde é que ela paira? O Mundo e a vida das pessoas já transportam imenso peso. O Deus Jesus vem para suportar e para aliviar. E haverá maior bálsamo para as nossas vidas do que a alegria? Haverá maior bálsamo nas nossas do que nos sabermos eternamente e inteiramente amados por Deus? Haverá maior bálsamo nas nossas vidas do que nos sabermos Seus filhos e filhas?

 

Hoje desafia-te a contemplar Jesus num daqueles banquetes que Ele tanto gostava e imagina que Ele ri e que faz rir os outros e que, com isso, torna toda a Sua vida numa verdadeira entrega aos outros.

Nasceu em 1994. É estudante do Mestrado Integrado em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. É acólito e catequista. Adora pensar e pôr os outros a pensar. “Porque nem tudo faz sentido...” é o nome do seu blog e da sua primeira obra literária lançada em 2014. Desbrava um caminho de encontro consigo mesmo, com o outro e com Deus. “Minh'alma anseia por mais de Ti. Meu coração só deseja a Ti. Lembro do dia em que Te conheci. A minha vida mudou. A minha vida mudou.”.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail