A alegria salva-nos

Crónicas 8 abril 2022  •  Tempo de Leitura: 1

Na alegria surge a possibilidade de nos reerguermos. Há algo de misterioso que sustenta e dá sentido à nossa existência.

A alegria convida-nos sempre à novidade e à possibilidade de podermos caminhar por entre a leveza das nossas vidas. A alegria transporta-nos para o campo da bênção. Sim, porque é na alegria que nos bendizemos. É na alegria que damos bom nome uns aos outros.

A alegria salva-nos. Salva-nos da rigidez das nossas posturas. Salva-nos da certeza sobre tudo e sobre todos. Salva-nos da intolerância. Salva-nos da escuridão do nosso egoísmo.

A alegria une-nos. E fá-lo sem procurar semelhanças. A união que surge da alegria cresce na diversidade. Alimenta-se da diferença.

A alegria ajuda-nos a ver Deus. Ajuda-nos a vê-Lo mais de perto. A senti-Lo mais de perto. Em cada sorriso dado encontramos o rosto da Sua misericórdia. Em cada riso dado encontramos a felicidade do Seu amor.

A alegria dá-nos a vida. Por inteiro. E ajuda-nos a aceitarmo-nos na nossa inteireza. Enfrentando medos, vergonhas e falhas, porque a alegria reveste-nos com a Luz da esperança e com o brilho do recomeçar.

A alegria fala-nos da vida. Da morte. E do que há para lá dela...

Felizes os que se alegram pois verão a Deus.

Felizes os que nos alegram pois dão testemunho da Sua Ressurreição.

Nasceu em 1994. É estudante do Mestrado Integrado em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. É acólito e catequista. Adora pensar e pôr os outros a pensar. “Porque nem tudo faz sentido...” é o nome do seu blog e da sua primeira obra literária lançada em 2014. Desbrava um caminho de encontro consigo mesmo, com o outro e com Deus. “Minh'alma anseia por mais de Ti. Meu coração só deseja a Ti. Lembro do dia em que Te conheci. A minha vida mudou. A minha vida mudou.”.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail