Quantas vezes já caminhaste com Ele?

Crónicas 26 fevereiro 2021  •  Tempo de Leitura: 2

Quantas vezes já caminhaste com Ele? Chegado o tempo da Quaresma, não há melhor altura para te dedicares a umas caminhadas com Aquele que nunca deixou de caminhar contigo, por Ti e até Ti.

 

Quantas vezes já caminhaste com Ele? Quantas vezes permitiste que Ele te acompanhasse nessa saída de ti mesmo? Quantas vezes deixaste que Ele se abeirasse de Ti e juntos percorressem as ruas da tua cidade/vila/aldeia? Quantos momentos de oração tiveste enquanto caminhavas e contemplavas a Sua criação?

 

Quantas vezes já caminhaste com Ele? Já Lhe deste a conhecer todos os cantos e recantos que te fazem encontrar a tranquilidade? A oração que te é pedida é uma oração caminhante. E não se deixa ficar pelo simbolismo ou pelas metáforas. Pores-te a caminho, deixando que as palavras que te surgem nos pensamentos se formem caminho para Ele, é uma oração caminhante. Pores-te a caminho, por entre os teus trilhos preferidos, e levares o Seu nome na tua mente ou no teu coração, é uma oração caminhante. Pores-te a caminho e sentires que o vento pronuncia silenciosamente a Sua oração, é uma oração caminhante. Pores-te a caminho depois de um dia de grande azáfama e dedicares-Lhe um tempo com a tua música preferida, é uma oração caminhante.

 

Quantas vezes já caminhaste com Ele? É verdade que Ele sempre te acompanha. É ainda mais certo que Ele sempre está. No entanto, mais verdadeiro do que tudo isto é a Sua incessante vontade de querer que tu, na tua liberdade, O queiras convidar para caminharem juntos. Quer que seja na Tua liberdade, porque o Seu amor não se impõe. Quer que seja na Tua liberdade, porque a oração não é coisa que se faça por obrigação. Quer que seja na Tua liberdade para que seja verdadeiro, sentido e eternizado.

 

Nesta tua Quaresma parte por entre as ruas e os sítios que mais te alegram e torna cada passo teu numa verdadeira oração. Torna cada caminhada tua numa ação de Graças para Aquele que sempre quer sair contigo!

Nasceu em 1994. É estudante do Mestrado Integrado em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. É acólito e catequista. Adora pensar e pôr os outros a pensar. “Porque nem tudo faz sentido...” é o nome do seu blog e da sua primeira obra literária lançada em 2014. Desbrava um caminho de encontro consigo mesmo, com o outro e com Deus. “Minh'alma anseia por mais de Ti. Meu coração só deseja a Ti. Lembro do dia em que Te conheci. A minha vida mudou. A minha vida mudou.”.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail