Ele anda por aí.

Crónicas 20 novembro 2020  •  Tempo de Leitura: 2

Ele anda por aí. Comprometido connosco e com o projeto do Reino. Continua a depositar toda a Sua fé na nossa fé. Frágil. Pequena. Cheia de dúvidas e inquietações, mas mesmo assim não se descose de nós em momento algum.

 

Ele anda por aí. A costurar o Seu Reino em nós. A deixar que as Suas linhas nos circundem de cima a baixo. Usa o Seu ponto de Cruz para nos juntar com todas as encruzilhadas, porque nos quer assim. Autênticos. Imperfeitos, mas em busca de Si. Numa total dádiva. Numa total liberdade.

 

Ele anda por aí. Empenhado em estar e em demonstrar que nunca nos deixa. Expressando-se em gritos de silêncio ensurdecedores. Arriscando revelar-Se na face daqueles que O levam no coração. Daqueles que O levam no olhar limpo e acolhedor. Daqueles que O transportam em abraços puros e sinceros tornando-os em sacrários vivos.

 

Ele anda por aí. Onde menos esperamos. Muitas vezes batendo-nos à porta quando não desejamos a Sua presença. É esta a Sua forma de estar. Procurar-nos quando achamos que não O merecemos. Escancarar as portas da nossa vida quando não O entendemos. Deita tudo a perder para não nos perder e admite precisar de nós. Confessa que não há nada que Lhe agrade mais do que partir o Seu pão na mesa da nossa vida e repartir o Seu vinho sobre os pecados da nossa existência.

 

Ele anda por aí. A dedicar-nos toda a Sua Palavra. Como quem revela ter um fraquinho por nós. Não anda ocupado a medir vidas. Anda, isso sim, sensibilizado com a história de cada um. Conhecendo-nos ao mais ínfimo pormenor. Deixando um rasto de esperança repleto de misericórdia e de total dádiva..

 

Ele anda por aí…

Nasceu em 1994. É estudante do Mestrado Integrado em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. É acólito e catequista. Adora pensar e pôr os outros a pensar. “Porque nem tudo faz sentido...” é o nome do seu blog e da sua primeira obra literária lançada em 2014. Desbrava um caminho de encontro consigo mesmo, com o outro e com Deus. “Minh'alma anseia por mais de Ti. Meu coração só deseja a Ti. Lembro do dia em que Te conheci. A minha vida mudou. A minha vida mudou.”.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail