1 - 9 de 20 artigos

Gustavo Cabral

Cronista

Engenheiro mecânico. Mestrado em Ciências Religiosas. Atualmente, professor de EMRC. Leigo Redentorista. Adepto de teologia e bíblia.

Tempo de Leitura: 9 min

Crónicas

A antropologia da Luz

26 08:43:36 setembro 2019  •  Leitura: 9 min

Baptismo: primeiro sacramento da iniciação cristã, ou melhor dizendo, dinamismo que nos entranha na única Vida realmente digna desse nome. No cristianismo primitivo ninguém se assumia logo como cristão, mas na Via (no Caminho) de se converter num. Quem deseja assumir e viver esse processo, aspira a

Crónicas 26 08:43:36 setembro 2019

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 8 min

Crónicas

A gramática da oração – parte II

18 09:59:12 julho 2019  •  Leitura: 8 min

A oração, por um lado, é inútil. Horóscopos ou cartas de Tarot prometem-nos sempre coisas muito úteis e convenientes: sucesso profissional, a companhia ideal, sorte ou dinheiro. Não que sejam desejos ilegítimos, mas orar não me subtrai aos problemas que devo resolver, às escolhas que preciso de assu

Crónicas 18 09:59:12 julho 2019

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 6 min

Crónicas

A gramática da oração – Parte I

04 09:18:44 julho 2019  •  Leitura: 6 min

O que é, afinal, orar? Jesus nos evangelhos dá-nos múltiplas pistas e métodos. Todavia, penso que antes de entrarmos na perspetiva da oração jesuânica, devemos primeiro perceber a sua génese na tradição bíblica. Jesus era judeu e entendê-lo sem esse facto é redutor e não nos ajuda a penetrar no mist

Crónicas 04 09:18:44 julho 2019

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 5 min

Crónicas

Odes à Ressurreição

22 08:15:28 abril 2019  •  Leitura: 5 min

À noite de uma sexta-feira, Jesus fora colocado numa sepultura. Segundo a mentalidade oriental todos os que morriam empreendiam uma viagem sem retorno: a descida ao Sheól, ou a mansão dos mortos. Jesus desce do sepulcro para as profundezas da terra. Trata-se da descida à desolação e isolamento mais

Crónicas 22 08:15:28 abril 2019

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 6 min

Crónicas

Pelas suas chagas fomos curados…

13 13:34:22 abril 2019  •  Leitura: 6 min

Jesus, profeta e Messias de Nazaré, foi reconhecido como tal, em primeiro lugar, por aqueles que o experimentaram como benção e cura. Nem sequer os discípulos sabiam exatamente com quem estavam a lidar. Baralhados pelos próprios preconceitos, ainda seguiam “às apalpadelas” o seu Mestre, fascinados p

Crónicas 13 13:34:22 abril 2019

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 6 min

Crónicas

A parábola do grão de mostarda – Um mundo novo numa semente…

14 23:04:13 fevereiro 2019  •  Leitura: 6 min

As melhores notícias são sempre as que nos surpreendem, sem qualquer pré-aviso ou pista. As parábolas de Jesus são aquelas estórias de um Deus que nos espanta com assombros que brotam das experiências quotidianas mais banais da vida. Nos evangelhos, na continuidade da parábola do semeador, Jesus res

Crónicas 14 23:04:13 fevereiro 2019

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 5 min

Crónicas

Martin Luther King: memórias do profeta da liberdade (parte II)

30 08:00:00 dezembro 2018  •  Leitura: 5 min

Apesar de vários fracassos na luta não-violenta contra a discriminação racial, Martin levou a cabo o projeto «C» de «confrontação» na cidade de Birmingham em 1963. Ele e a sua equipa de ativistas inspiraram multidões a ocuparem cafetarias e lojas da baixa da cidade segregadas (reservadas para

Crónicas 30 08:00:00 dezembro 2018

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 9 min

Crónicas

Martin Luther King: memórias do profeta da liberdade (parte I)

13 08:17:04 dezembro 2018  •  Leitura: 9 min

Antes do término de mais um ano senti que não podia deixar passar a memória agradecida de um homem que cavou um «túnel de esperança na montanha do desespero». Há 50 anos, precisamente no dia 4 de Abril de 1968, Martin Luther King foi assassinado em nome do amor e da liberdade.

Crónicas 13 08:17:04 dezembro 2018

Gustavo Cabral

Cronista

Tempo de Leitura: 4 min

Crónicas

A parábola do semeador – Parte II

08 12:09:37 novembro 2018  •  Leitura: 4 min

A esperança ilustrada na parábola não é menos do que uma provocação: será possível, sensato, apostar novamente no fracasso? O Padre António Vieira, no seu sermão da Sexagésima, comentando a parábola coloca o dedo na ferida:

Crónicas 08 12:09:37 novembro 2018

Gustavo Cabral

Cronista

    Subscrever Newsletter

    Receba os artigos no seu e-mail