Quando o vazio do mundo nos preenche, ficas Tu...

Mariologia 08 setembro 2018  •  Tempo de Leitura: 1 min

Luz terna e suave
 
Quando o vazio do mundo nos preenche, ficas Tu...
Luz terna e suave, que se mantém nos céus da noite escura.
A agitação do tempo não permite mais, mas essa ténue certeza
É garante para que permaneça, ainda assim, em nós, a serenidade...
 
Nos dias em que somos apenas espectadores do desenrolar dos acontecimentos,
Em que vamos fazendo um "check" em cada linha da lista de afazeres,
Corremos o risco de deixar escapar o sentido.
E sabe bem por isso regressar a caminhos conhecidos,
Curvas que fizemos mil vezes, pessoas que nos abraçaram desde sempre.
São estes, também, os sinais dessa Tua presença, que nos devolve à essência da vida.
 
Como ouvia há uns dias, de alguém que se deixava encantar por um céu estrelado
"Com tudo isto, de certeza que não estamos aqui só para pagar as contas ao fim do mês."
Sim, estamos aqui para algo mais.
Estamos aqui para Te encontrar,
para Te experimentar nas coisas maravilhosas que vais deixando à nossa volta,
qualquer que seja o momento da vida por que estejamos a passar.
 
E agora, que Abril se despede, e chega Maio,
Vem uma nova oportunidade, para redescobrirmos o Teu amor,
E nos deleitarmos com as Tuas maravilhas,
Desde esse lugar privilegiado que é o colo da Tua Mãe...
Onde a voz que ouço cá dentro vai ganhando força,
E me faz cantar cada vez com mais confiança:
"Que importa, Senhor, se é tão longe onde havemos de chegar...
Se trago em mim pousada, tão clara, a luz do Teu olhar?"

Catarina Gregório Martins

Cronista Mariologia

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail