WEB: Fundação Ajuda à Igreja que Sofre

Pastoral da Comunicação 30 novembro 2018  •  Tempo de Leitura: 3 min

No passado dia 22 de novembro, a fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) divulgou o seu relatório anual sobre a liberdade religiosa no mundo, onde denuncia um aumento significativo das “violações significativas das liberdades” num conjunto de países, como a China ou a India, apontando em particular um grupo de nações onde existem “abusos sistemáticos quanto à prática de culto”.

 

Como forma de acompanharmos a evolução do que se passa em todo o mundo no que a estas matérias diz respeito, convido, mais uma vez, para uma visita ao sítio da Fundação AIS.

 

Ao digitarmos o endereço www.fundacao-ais.pt encontramos um espaço atrativo, denotando-se uma elevada qualidade na estrutura e conteúdos aí apresentados.

 

Caso pretenda descobrir mais detalhadamente a historia, a missão, os apoios e a organização da AIS, basta que aceda ao item quem somos.

 

Na opção informar, temos a possibilidade de aceder aos boletins periódicos em formato eletrónico, aos relatórios produzidos pelo Observatório da Liberdade Religiosa no Mundo e ainda, à calendarização dos acontecimentos que de algum modo encaixam nos objetivos desta entidade.

 

No item orar, encontramos um conjunto variado de sugestões com pistas de oração diária. Seja para nos juntarmos em correntes de oração “a milhares de cristãos que todos os dias rezam em comunhão com a Igreja que sofre”, ou orando pela paz no Medio Oriente, ou mesmo acompanhando as intenções do Santo Padre para cada mês. É também neste espaço que dispomos da possibilidade de colocar as nossas “intenções ou pedidos especiais, para que todos possamos rezar”.

 

Em partilhar, descobrimos as múltiplas opções, para que de alguma maneira, integremos e façamos parte deste enorme e riquíssimo projeto de ajuda aos outros. Desde campanhas de voluntariado a donativos, tudo possibilidades que estão ao nosso dispor para conhecermos e quem sabe aderirmos de corpo e alma às múltiplas plataformas de ajuda e encontro humano e cristão.

 

Para finalizar, destacamos mais duas opções. A primeira, apoios, onde descobrimos as diversas maneiras que a AIS tem para ajudar a desenvolver, povos e pessoas com carências aos mais variados níveis. A segunda, catálogo, onde, aproveitando esta época natalícia que se avizinha, podemos entrar na loja virtual e encontrar à venda produtos com a chancela da AIS, com o objetivo de angariar fundos que ajudem a minimizar os custos das suas ações humanitárias.

 

Fica lançado o repto para que visitem este espaço virtual. Conhecendo assim uma das mais prestigiadas e reconhecidas fundações católicas internacionais, que atua onde realmente é necessário, e que “está ao serviço da Igreja que sofre em silêncio”.

Fernando José Cassola Marques

Pastoral Comunicação

Sugestões Mudltimédia no Semanário Ecclesia.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail