Web: Divulgar o que de melhor se faz no mundo

Pastoral da Comunicação 23 novembro 2018  •  Tempo de Leitura: 3 min

Esta semana sugiro o sítio de uma revista digital, a IM Magazine. De um certo ponto de vista pode, inclusive, até ser considerado uma filosofia de vida que poderemos aderir - olharmos sempre para o que melhor se faz no mundo. Da ciência à tecnologia, da educação ao ambiente, da arquitectura à política, da sociologia à economia, da psicologia à investigação, da solidariedade à responsabilidade social, entramos num projecto que veio trazer ao universo dos média um conceito inovador: divulgar o que de melhor se faz para um mundo melhor, em qualquer campo de interesse à humanidade. Tudo isto mostrando projetos que marcam a diferença, as ideias que vão revolucionar o amanhã, as empresas inovadoras e responsáveis, as novas soluções para velhos problemas, isto é, novas formas de olharmos e pensarmos o mundo.

 

Logo na página inicial, encontramos os habituais destaques apresentados de uma maneira diferente, com um design atraente e cores bastante apelativas, transmitindo uma ideia positiva e de esperança.

 

Em termos de opções podemos distinguir duas grandes áreas. No topo do sítio dispomos de um conjunto de ligações para os vários artigos catalogados por áreas de interesse, nomeadamente, inspiração para a vida, reflexão, viver melhor, notícias num minuto, entrevistas, histórias inesquecíveis e boas ideias.

 

Por outro lado, numa área lateral acedemos a um menu mais tradicional. Aí podemos descobrir que grande missão da IM Magazine se “foca nas soluções, ideias, planos e projetos, visões inteligentes, experiências e sentimentos” na esperança que estes se tornem inspiradores, transmitindo a energia suficiente para que possamos fazer frente aos desafios que enfrentamos diariamente.

 

Se pretendemos saber como é que começou este projeto, há dez anos atrás, liderado pela jornalista Ana Teresa Silva, basta clicar em “quem somos”.

 

Em “colaboradores”, vemos quem são as pessoas que já aderiram a esta ideia positiva, sejam “jornalistas ou engenheiros, biólogos ou bioquímicos, psiquiatras ou psicoterapeutas, economistas ou físicos, consultores ou investigadores, arquitectos ou agrónomos, médicos ou publicitários, designers ou fotógrafos, ilustradores ou webdevelopers, que estão de mãos dadas com a IM, provando que a capacidade de sonhar, e de acreditar, continua viva”.

 

Aqui fica a sugestão para que visitem e adiram a este estilo de vida, pois esta “plataforma independente de informação internacional divulga projetos, boas práticas, ideias, pessoas e organizações que estão a fazer a diferença no mundo”.

Fernando José Cassola Marques

Pastoral Comunicação

Sugestões Mudltimédia no Semanário Ecclesia.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail