O Natal da Atenção Plena

Razões para Acreditar 28 dezembro 2018  •  Tempo de Leitura: 3 min

Estamos em pleno Natal. Azáfama das últimas prendas. Trânsito sem descrição em torno dos grandes centros comerciais. Filas enormes para meter combustível no carro. As grandes superfícies enchem-se de pessoas na senda de comprar os ingredientes para a festa. Enquanto podia ser tentado a ver em toda esta actividade a confusão que gera, prefiro ver o positivo que encerra.

 

Todos se preparam.

“Preparai o caminho do Senhor.” (Mc 1, 3)

 

Qual o caminho que Deus quer realizar connosco neste Natal? Preparamo-nos para a ceia, para a troca de presentes, para a missa do galo, mas será esse o caminho que Deus quer realizar connosco?

 

No mundo em que nos distraímos cada vez mais, penso que um dos caminhos que Deus quer fazer connosco é o da atenção plena ao outro.

Mais importante do que o sabor e a surpresa será a escuta e o sorriso, ingredientes fundamentais da atenção plena. Como podemos, então, preparar este caminho da atenção plena com o Senhor? Permitam-me sugerir cinco ideias muito práticas.

 

1. Telemóveis em modo de voo

Longe da vista, longe do coração, mas como temos tanta dificuldade em nos libertar dos nossos telemóveis, e que tal uma experiência… diferente? Durante o jantar de Natal, ou ceia, colocar todos os telemóveis (excepto um para emergências) em modo de voo.

 

O objectivo é simples: atenção plena aos nossos familiares e/ou amigos.

 

2. Mais a viva voz e menos SMS

Lembro-me da canção de um grande amigo da minha mãe que dizia – “meu presente é estar presente.” Haverá maior presente, hoje, do que fazer-se sentir a viva voz aos que estão mais longe da vista, mas perto do coração?

 

Sugestão simples: telefonar a todos os que pensávamos enviar uma mensagem a desejar um Santo Natal. De preferência antes do jantar

 

3. Mais intenções explícitas do que meras prendas boas

Seguramente que oferecer algo a alguém tem por detrás da ideia um motivo. Em vez de colocar o nome, ou quando se oferece em mão, explicar a razão daquele presente.

 

Mais importante do que o presente em si é a razão que subjaz à intenção.

 

4. Escutar mais os que falam menos

Existem sempre aqueles membros da família, ou amigos, que costumam ser menos o centro das atenções, ou – por serem mais tímidos – falam menos. Dentro de cada pessoa está um tesouro em sabedoria, sobretudo nos que falam menos. Esses, por escutarem mais, estão usualmente mais atentos.

 

Quem sabe o que poderemos descobrir com uma simples palavra sua.

 

5. Ver Jesus em cada pessoa

Jesus, ao dar-Se quotidianamente na Eucaristia, quer dar-Se a nós para estar totalmente presente. Assim, neste Natal, dar uma atenção plena a cada pessoa pode ajudar-nos a ver Jesus nele. Só Jesus vivo em cada um, nos revela o dom precioso da sua vida e a beleza da pessoa tal qual é.

 

Miguel Oliveira Panão]

O portal iMissio é um projeto de evangelização iniciado em 2012, que tem tido como objetivo dar voz a uma comunidade convicta de que a internet pode ser um ambiente de evangelização que desafie o modo de pensar a fé. Tem pretendido ser espaço de relação entre a fé, a vida da Igreja e as transformações vividas atualmente pelo Homem.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail