Livro da semana: «Francisco vai conseguir?»

Livros 09 janeiro 2019  •  Tempo de Leitura: 5 min

Esta é uma pergunta que possivelmente já ouvimos ser proferida quer por crentes, quer por não crentes acerca das reformas propostas pelo Papa Francisco desde o início do seu pontificado.

 

Rocco D' Ambrosio pretende neste “breve ensaio” responder a esta interrogação “a partir da pessoa de Francisco, da sua irrupção na cena eclesial como pessoa e como portador de um projeto de reforma, fortemente inspirado no Concílio Vaticano II.” Posteriormente, aborda “os aspetos institucionais da comunidade cristã, o desvio simplista e o desvio ideológico, a questão do poder e as tramas da corrupção, bem como da repetição de alguns escândalos. Finalmente o ensaio termina com uma análise das perspetivas da reforma em curso.”

 

Neste livro, o autor reflete de uma forma sintética e clara as propostas que o Papa Francisco, ao longo das suas intervenções, apresenta como estratégias e “conteúdos dinâmicos da reforma”. Assim, a partir do discurso do papa Francisco de 21 de dezembro de 2015, Rocco D' Ambrosio elenca as virtudes indispensáveis para todos aqueles que prestam algum “serviço à Igreja: 1) missionaridade e pastoralidade; 2) idoneidade e sagácia; 3) espiritualidade e humanidade; 4) exemplaridade e fidelidade; 5) racionalidade e amabilidade; 6) inocuidade e determinação; 7) caridade e verdade; 8) honestidade e maturidade; 9) respeitabilidade e humildade; 10) «dadivosidade»; 11) impavidez e prontidão; 12) sobriedade.” Mais adianta, que quando um líder de uma instituição se propõe levar a cabo uma reforma “tem o dever de censurar e de chamar os membros da mesma a uma maior autenticidade, na condição de que tal aconteça sob precisas condições éticas:

 

  • clareza ao identificar os males, as suas causas e a sua frequência;
  • referência aos fundamentos éticos da instituição;
  • identificação de itinerários formativos e realização de mudanças estruturais e diretivas;
  • formas de pena e afastamento do cargo para aqueles que tiverem revelado atitudes contrárias aos fundamentos éticos.

 

Tudo isto conjugando, de modo especial na comunidade cristã, misericórdia e justiça, na medida do humanamente possível.”

 

A reforma institucional da Igreja contida no programa pastoral do papa é o desafio a “introduzir ou de confirmar, nos casos em que ela já está presente, uma nova perspetiva na práxis eclesial: a perspetiva a partir de baixo.” O autor considera que grande parte do pensamento de Bergoglio se pode interpretar a partir das cartas de Bonhoeffer, redigidas na prisão (cf. páginas 88-89). Tal perspetiva a partir de baixo “está no coração da reforma de Francisco: ou se entra nela, ou não se compreende o que ele tem vindo a realizar; ou a partilhamos com inteligência e com saudável caráter critico, ou nos opomos a ela, tornando vãos os esforços do Papa.”

 

Rocco D' Ambrosio reconhece que esta obra é o “fruto de um caminho pessoal, feito de estudo e de sincero confronto com muitos estudantes e colegas da Universidade” e, também, no exercício da sua pastoral na Igreja de Bari.

 

Índice: Agradecimentos | Uma nota introdutória | Os «partidos» do Papa | Nada de novo: apenas o Vaticano II | Uma Igreja humana, e não só | Compreender a Igreja: sem simplicismos nem ideologias | O poder entre os muros do Vaticano | O fedor da corrupção ou o cheiro das ovelhas | O peso dos escândalos e a paciência na reforma | A reforma e a perspetiva a partir de baixo | Bibliografia”.

 

Informação disponível sobre o autor à data da edição desta obra:

Rocco D' Ambrosio (www.rocda.it) é docente de Filosofia Política na Facultade de Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Gregoriana. Ensina Ética da Administração Pública no Departamento para as políticas de pessoal da administração do Ministério do Interior, em Roma. Colabora com várias instituições a nível local e nacional. Dirige a revista de cultura política Cercasi un fine e o sítio da web (www.cercasiunfine.it) e coordena algumas escolas de formação sobre compromisso social e político.

É autor de numerosos ensaios sobre temas políticos. De modo particular, pode encontrar-se uma síntese do seu pensamento nas seguintes publicações: Il potere e chi io detiene (2008) e Come pensano e agiscono ie istituzioni (2011).

 

Público-alvo:  Jovem/Adulto


Ficha técnica:  Título – Francisco vai conseguir? O desafio da reforma da Igreja |Autor – Rocco D' Ambrosio | Editor – Paulinas Editora, 1 ed. Set. 2016, 104 págs. | Coleção – Uma Casa Aberta a Todos | ISBN: 978-989-673-540-1.

Agostinho Faria

Redator Livros

Licenciado em Comunicação Social e Cultural. Pós-graduado em Ciências da Informação e da Documentação. A viajar no surpreendente mundo novo das Paulinas Multimédia Lisboa.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail