Sonhos

Crónicas 24 outubro 2019  •  Tempo de Leitura: 2 min

Sonhamos demais com o que sonharíamos ser? Não sei. Não controlo os meus sonhos. Deixo-me levar por eles. Mas há sonhos que sonhamos acordados.

 

Quando estava a começar o Doutoramento, um colega e amigo que tinha começado há mais tempo, ocasionalmente, comentava -”bolas! Acabaram de publicar o que estava a fazer.” - o que no âmbito científico é um murro bem forte no estômago. Perguntava-me porquê e comecem a observá-lo. Quantas vezes o trabalho que tinha possuía a qualidade para ser publicado, mas a vozinha do perfeccionista que havia dentro dele sonhava mais alto e convencia-o mais a sonhar do que a realizar.

 

Quantas vezes não leio livros que me levam a pensar - ”podia ter sido eu a escrevê-lo.”- mas não fui e continuo a sonhar com aquele livro que nunca mais sai. 

 

Sonhamos muito e isso é bom. Os sonhos dão-nos perspectiva, ideias, temores, mexem connosco, e não temos qualquer controlo sobre eles. Intrigam-nos. Mas não chega sonhar.

 

Por vezes, o sonho é a inspiração inicial, mas depois chega o momento de decidir que passo dar para a sua realização. E aí está, talvez, o segredo de realizar os sonhos. Os passos não são grandes, mas pequenos e concretos.

 

Se quiser escrever um livro, bastam 100 palavras por dia, ao fim de um ano estará escrito. Os passos pequenos são os hábitos a criar para realizar os nossos sonhos. Mas se escrever 100 palavras com um português intragável, sem nexo, escreverei um livro, mas sem interesse nenhum. Além do hábito, preciso de criar a capacidade de escrever. 

 

Desenvolver as nossas capacidades passa pela prática e partilha. Quanto mais escrevermos, e reescrevermos, melhor escreveremos. E quanto mais partilharmos o que escrevemos, pintamos, construímos, mais retorno teremos sobre o que ecoa no coração e mente do outro. Pois, não vale a pena desenvolver capacidades se não as utilizarmos para transformar o mundo num lugar diferente e melhor. 

 

Sonhas. 

 

Realizas. 

 

Transformas. 

 

Vives e dás vida. 

 

Sonhas por seres co-criador com o Criador que dá sentido à existência. Ele sonhou e sonha contigo e a Sua presença em sonhos é uma fonte de surpresas. Deixa que Ele te surpreenda até em sonhos.

Professor na Universidade de Coimbra e Doutorado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Superior Técnico. Membro do Movimento dos Focolares e coordenador com a esposa das Famílias Novas, expressão dos Focolares para o mundo da família. Pai de 3 filhos, e curioso pelo cruzamento entre fé, ciência, tecnologia e sociedade. O último livro publicado em self-publishing intitula-se KeepUp - Organização do Tempo de Estudo à venda na Amazon. Em filosofia, co-editou Ética Relacional: um caminho de sabedoria da Editora da Universidade Católica.

Blogues: Saber Aprender e  Ciência e Fé. 

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail