Ele continua a chamar

Crónicas 11 outubro 2019  •  Tempo de Leitura: 2 min

Ele continua a chamar. Insiste em sussurrar levemente na nossa vida para que no meio de tanta turbulência possamos sentir a presença do Seu amor que se propõe, mas que nunca se impõe. Vai dando sinais do Seu Verbo conjugando a Sua misericórdia em todos os tempos da nossa vida. Usa a gramática necessária para que à frente de qualquer pecado surja sempre o sujeito.

 

Ele continua a chamar. Não usa alcunhas. Usa o nosso nome demonstrando a nossa unicidade. Olha-nos verdadeiramente. Torna-nos especiais, não porque somos os melhores, mas porque não consegue perder de Si o olhar encantador de um Pai que se derrete ao ver os Seus filhos. Para Ele não interessa como são, nem o que fazem, porque haverá sempre uma nova saída para os nossos becos sem saída. Nunca haverá coisa alguma que ultrapasse a lógica do Seu amor imenso e gratuito. Não quer com isto dizer que para Ele vale tudo, mas quer, isso sim, afirmar que toda e qualquer vida continua a merecer a oportunidade de ser digna e de começar de novo. N'Ele há sempre muito mais. N'Ele o menos da nossa vida torna-se o Seu tudo e desse pouco crescemos a olhos vistos.

 

Ele continua a chamar. Prossegue com a Sua palavra de Vida para que todos e todas possam saborear a beleza, de receber no silêncio das suas vidas, a certeza de que sendo amados tudo pode ser transformado. Jesus continua a chamar não para fazer uma maior angariação de sócios ou militantes. Jesus continua a chamar para que o maior risco das nossas vidas seja arriscar na Sua liberdade. Livre para amar e ser amado. Livre para perdoar e ser perdoado. Livre para ser-se partida e chegada.

 

Ele continua a chamar para que o pecador conheça o amor. Ele continua a chamar para que todos possam receber na escuridão dos seus cantos e recantos a Sua e(terna) Luz.

 

Ele continua a chamar. Consegues escutá-Lo com a tua vida?

Nasceu em 1994. É estudante do Mestrado Integrado em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. É acólito e catequista. Adora pensar e pôr os outros a pensar. “Porque nem tudo faz sentido...” é o nome do seu blog e da sua primeira obra literária lançada em 2014. Desbrava um caminho de encontro consigo mesmo, com o outro e com Deus. “Minh'alma anseia por mais de Ti. Meu coração só deseja a Ti. Lembro do dia em que Te conheci. A minha vida mudou. A minha vida mudou.”.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail