Domingo de Páscoa - « …» - Ano C

Crónicas 21 abril 2019  •  Tempo de Leitura: 4 min

Viver… o que é viver?
Vida… que sentido devemos dar à vida?
Vivente… quem são os viventes?
Questões com e sem respostas!
Para aqueles que Acreditam na Ressurreição do Cristo, a resposta é simples, é singela, é harmonia:
Viver é cumprir o projeto do Pai, Aquele que nos dá a Vida e faz de cada um de nós Seus Filhos muito amados!
e… Qual é o projeto do Pai? Quem é oPai? O que temos de fazer para ser Filho muito amado?

 

«Vós sabeis o que aconteceu em toda a Judeia, a começar pela Galileia, depois do baptismo que João pregou:
Deus ungiu com a força do Espírito Santo a Jesus de Nazaré,
que passou fazendo o bem e curando a todos os que eram oprimidos pelo Demónio, porque Deus estava com Ele.»
Projeto = Fazer o Bem!
«A mão do Senhor fez prodígios, a mão do Senhor foi magnífica.
Não morrerei, mas hei-de viver, para anunciar as obras do Senhor.»
Pai = Senhor Criador e autor de tudo!
«Afeiçoai-vos às coisas do alto e não às da terra.»
Filho muito amado = Ser um vivente Livre!
Tudo isto é: Páscoa no seu sentido mais lato, mais belo, mais forte e mais firme!
É Esperança que traz afago e alegria… é Fé que nos inunda com certezas… é Amor puro que irradia de uma Cruz!

 

João, o Discípulo amado, relata-nos neste dia (na primeira pessoa) o que o fez correr:
«Levaram o Senhor do sepulcro e não sabemos onde O puseram».
Este medo de não saberem do Corpo do Messias…
Ainda não tinha entendido que o corpo não é nada, mas mesmo assim…
O Senhor, O Primogénito dos primogénitos, Ressuscitou em Corpo e Alma, para que o nosso coração ficasse consolado!

 

Hoje, terás de olhar para Cruz e vislumbrar a madeira sem corpo e repleta de VIDA!
Não podemos permanecer no silêncio perante tal ato de Amor.
A estagnação com que o nosso rosto recebe a notícia de que um homem bom, muito bom,
morre por cada um de nós e é abandonado pelos seus amigos num túmulo cravado e selado por uma rocha,
conquista um sorriso e esboça um brilho no olhar perante a vitória sobre a morte de Cruz!

 

Jesus VIVE!
«Entrou no sepulcro e viu as ligaduras no chão e o sudário que tinha estado sobre a cabeça de Jesus,
não com as ligaduras, mas enrolado à parte.»

 

Este enrolar à parte… é simbólico e diz-nos tanto… é como quem diz: “Eu Amo-vos muito e voltarei!”

 

Que neste domingo de Páscoa, do Ano C,
a Esperança entre em nós e se sente no trono do nosso peito.
Abrir os nossos braços e acolher a Ressurreição do Filho do Homem é nossa Missão para hoje e para sempre.
Vamos levar esta Boa Nova e semeá-la pelos quatro cantos do mundo.

 

Se durante a Semana Santa foste Amigo de Jesus, que de hoje em diante,
aceites ser o túmulo aberto de onde ressuscitou!
O local sagrado que viu as feridas e as curou…
que sentiu tamanha dor e fez brotar dela alegria e consolação!

 

Esta é a tua Missão, Oh! vivente…
agarra-a e alarga os teus horizontes…
Sai da tua casa e corre a anunciar:
CRISTO RESSUSCITOU!!! ALELUIA! ALELUIA!

Liliana Dinis

Cronista Litúrgica

Liliana Dinis. Gosta de escrever, de partilhar ideias, de discutir metas e lançar desafios! Sem música sente-se incompleta e a sua fonte inspiradora é uma frase da Santa Madre Teresa de Calcutá: “Sou apenas um lápis na mão de Deus!”
Viver ao jeito do Messias é o maior desafio que gosta de lançar e não quer esquecer as Palavras de S. Paulo em 1 Cor 9 16-18:
«Porque, se eu anuncio o Evangelho, não é para mim motivo de glória, é antes uma obrigação que me foi imposta: ai de mim, se eu não evangelizar. (…) Qual é, portanto, a minha recompensa? É que, pregando o Evangelho, eu faço-o gratuitamente, sem me fazer valer dos direitos que o seu anúncio me confere.»

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail