O mundo não és só tu, sabias?

Crónicas 27 março 2019  •  Tempo de Leitura: 2 min

Falta-nos empatia. Falta-nos abandonar os nossos pedestais de estimação. Falta-nos sair dos lugares onde cultivámos raízes. Falta-nos saber que existem outras pessoas para além da que vemos do outro lado do espelho todos os dias. Estamos desfocados dos outros e demasiado focados em nós e no que precisamos. Deve ser por isso que nos emocionamos pouco quando os outros nos contam o que os perturba ou magoa. Ouvimos, mas não fazemos caso. Temos pena, mas não ligamos muito. Deve ser, também, por isso que as tragédias alheias (e mais ou menos internacionais) não nos tiram o sono e, muito menos, os confortos de sempre.

 

Falta-nos empatia. Falta-nos cultivar a preocupação com o que existe para além do que somos. Para além da nossa casa, da nossa vida, da nossa escola, do nosso trabalho, da nossa família, dos nossos amigos, dos nossos pais, das nossas necessidades, das nossas vontades, das nossas urgências. Parece que passámos a viver exclusivamente centrados e focados no já. Nós somos o . Os outros parecem ter adquirido a categoria do depois, do logo, do um dia destes.

 

Falta-nos empatia. Cuidado. Falta-nos cuidar. Cada vez sabemos menos uns sobre os outros. Sobre o que sentimos, o que pensamos, o que nos faz mais ou menos felizes. Cada vez sabemos mais coisas inúteis sobre os outros. A que restaurantes vão. Que ginásios frequentam. Que países já visitaram.

 

Falta-nos tudo, ainda. Falta-nos tanto para conhecer os outros pela rama. Quanto mais para conhecê-los bem.

 

Sai do teu sofá. Poisa o teu telefone. Tira os teus sapatos. Descalça-te do que não interessa e vai à procura do que ainda não viste. Dizem que quando tiramos os olhos do chão conseguimos ver o Céu.

tags: Marta Arrais

Marta Arrais

Cronista

Nasceu em 1986. Possui mestrado em ensino de Inglês e Espanhol (FCSH-UNL). É professora. Faz diversas atividades de cariz voluntário com as Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus e com os Irmãos de S. João de Deus (em Portugal, Espanha e, mais recentemente, em Moçambique)

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail