É bom saber com quem (não) se conta!

Crónicas 18 outubro 2018  •  Tempo de Leitura: 1 min

Conta comigo!...


Gosto de matemática. Sempre gostei. Os números têm uma sequência lógica, até ao infinito. O curioso é que quando pensamos no 7 pensamos no 2+5 no 3+4 no 1+6 no 0+7... 


Ou seja, um número é também a soma de outros números. Contar com um número é contar com todos os outros. Estão interligados, interdependentes. E esta comparação vale para qualquer número.


Na vida, nas relações, nem sempre se sabe com quem e com o que se pode contar.


Conta comigo!…


Quando alguém afirma “conta comigo”, não está a emparcelar. Está a colocar-se TOTALMENTE disponível.
Às vezes, “na hora da verdade”, sai-se da sequência. Só se esteve numa fracção. Não há um denominador comum. 


Há malta imprevisível. Coitada da lei das probabilidades. Cansa-se de tanta imprevisibilidade. Demasiado imprevisível, demasiado inconstante.


Ora, isto trabalha-se. Dá trabalho, mas trabalha-se.


É que não vale ficar sempre como uma raíz quadrada, muito quadrada. Pode-se crescer numa forma mais perfeita, quando não se olha só de um ângulo.


Na vida, nas relações, é bom saber com quem (não) se conta.


Até ao infinito!


Até à eternidade!

Cristina Duarte

Cronista

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail