Um dia houve alguém que não sabia desistir!

Crónicas 14 setembro 2018  •  Tempo de Leitura: 2 min

Um dia houve alguém que decidiu resgatar todos aqueles que viviam no seu mundo. Decidiu que todos deveriam ter a oportunidade de recomeçar todos os dias. Decidiu que a sua maior obra seria dar a conhecer a todo o mundo que todos poderiam começar do zero sempre que se dirigissem a si. 


Um dia houve alguém que decidiu dar a sua vida para que a vida dos outros pudesse ter sentido. Arriscou toda a sua vida na vida dos outros. Dando-se sem medidas. Saindo de si para que ninguém ficasse isolado como verdadeira ilha. Arriscou toda uma vida apontando para um reino que acontece no presente de cada um. 


Um dia houve alguém que decidiu ser médico de todos os males. Decidiu que a sua cura seria através do seu amor desmedido e da sua presença constante. Decidiu curar ao seu jeito, mas mesmo assim foi acusado de não estar junto dos que sofrem. Foi acusado de heresias. Foi condenado por lhe cobrabrem o que não era devido. Foi dado como morto quando nunca deixou de soprar o seu divino respirar. Mas mesmo assim conseguiu encher-se de compaixão. Conseguiu comover-se e deixar-se humedecer com as lágrimas de todos: crentes e não crentes. 


Um dia houve alguém que ateimou que não largaria ninguém por maior que fosse o seu pecado. Em si estava somente uma certeza: levar a sua salvação a todos!


Foi então que decidiu sair em direção a todos os cantos e recantos para mostrar ao mundo os encantos de um amor cheio de misericórdia e compaixão. Partiu para o mundo vezes sem conta e deixou o seu testemunho para que todos aprendessem com ele. E foram muitos os que o receberam e saindo de si mesmos deixaram a mais bela mensagem que alguma vez poderia ser escrita e vivida. 


Um dia houve alguém que deu tanto de si que pegou no pão e repartindo deu continuidade à sua existência. 


Hoje vive em tudo e em todos. Hoje continua, pacientemente, a deixar que as tempestades das nossas vidas se acalmem para que um dia o possamos encontrar face a face. 


Foi ontem, é hoje e será amanhã... o Senhor da vida continuará a resgatar todo o pecador e a deixar-se comover pelos nossos corações!

Nasceu em 1994. É estudante do Mestrado Integrado em Psicologia na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto. É acólito e catequista. Adora pensar e pôr os outros a pensar. “Porque nem tudo faz sentido...” é o nome do seu blog e da sua primeira obra literária lançada em 2014. Desbrava um caminho de encontro consigo mesmo, com o outro e com Deus. “Minh'alma anseia por mais de Ti. Meu coração só deseja a Ti. Lembro do dia em que Te conheci. A minha vida mudou. A minha vida mudou.”.

Subscrever Newsletter

Receba os artigos no seu e-mail